| Review | After de Anna Todd

Propriedade: gramunion
Tessa Young é uma jovem reservada e estável que sai de casa da mãe, uma mulher autoritária e preconceituosa, para iniciar os seus estudos na universidade, separando-se pela primeira vez do seu namorado de sempre, Noah, um rapaz meigo e sensível. Logo no primeiro dia, conhece a sua companheira de quarto, Steph, e os amigos desta, entre os quais Hardin, um inglês insolente, cheio de tatuagens e piercings. Rápida e inesperadamente, Tessa e Hardin iniciam uma relação intensa mas atribulada, pois ele é um bad boy que só arranja problemas, Tessa tem de tomar uma decisão séria e dolorosa: será que faz sentido trocar Noah por Hardin, desiludindo a sua superprotetora mãe e sabendo que a sua vida nunca mais será a mesma? A menos que seja por amor... 
After de Anna Todd é um livro que não está livre das tropes comuns no género YA mas que acaba por ser a sua própria história. No coração do livro encontram-se Tessa Young e Hardin Scott, dois jovens tão diferentes um do outro como o branco e o preto. Ambos os personagens inserem-se em moldes já estabelecidos do good girl vs bad boy e durante a maior parte do livro não saem das linhas que os mantém presos nessas bolhas já predefinidas. Isto é um problema, pois fez com que o livro fosse previsível até um determinado ponto.
Just because he can't love you the way you want him to doesn't mean he does't love you with everything he has.
After apresenta, no entanto, uma contradição que achei interessante, pois parece ser o que mais provoca desagrado na maioria dos leitores: a dinâmica entre os dois protagonistas. A relação de Tessa e Hardin é, no seu coração, uma relação abusiva e a disfunção que existe é justificada de forma demasiado leve pela própria autora.
Há uma dicotomia óbvia mas, à medida que as páginas avançam, a diferença que existe não é assim tão grande e o abuso emocional que existe - existe dos dois lados da equação - e, a meu ver, livros como After são importantes porque elevam a hipocrisia que há na literatura, nomeadamente daqueles que não estão dispostos a aceitar que os suspiros por este tipo de relação vêem de há muito tempo - o que não os torna certo é verdade - torna-os apenas hipócritas.
Com isto não estou a dizer que concordo com a relação criada por Anna Todd, pelo contrário. Mas, enquanto leitora, e somente leitora, a montanha-russa de emoções entreteve o suficiente para não dar pela passagem das páginas e por querer ver chegar a conclusão, o que me levou depois ao segundo volume - a minha atual leitura. O que se torna um sucesso, visto que enquanto autora, esse deve ser o objectivo: suscitar no leitor a curiosidade de seguir em frente.
I can't help but think of the phrase '' sometimes it is better to be kept in the dark than be blinded by the light.
A autora dá-nos, de certo modo, uma justificação forte para o comportamento dos protagonistas, justificação essa que não devia ter sido apresentada como tal. Para mim, a justificação dada apresenta-se antes como uma perspectiva. Anna Todd escreveu - ou pelo menos tentou, - apresentar ao leitor, dois jovens reais e complexos com reacções humanas. E dos dois, a maior anomalia em After é Tessa. Tessa que aceita a enormidade dos acontecimentos em função das suas emoções.
Mas, ao mesmo tempo, Anna Todd criou uma relação onde a atracção física parece maior do que a gravidade e onde a paixão é mais forte do que o amor. Isto é a realidade para muitos jovens e deve ser representado.
I have come to learn that the people who pretend to care the least actually care the most.
Ao nível técnico, After, que é um raro resultado de sucesso da plataforma Wattpad, apesar de ter sido lido e revisto por um milhar de pessoas, tem uma escrita muito aquém daquilo que seria esperado. É uma escrita que peca pela sua simplicidade e pelo excesso de explicações, havendo uma situação de dumb reader.  Por mais de uma vez, parecia que estava a ler um ditado e a leitura perdia ritmo e fluidez, apesar de ser um leitura rápida. Por outro lado, ao concentrar-se demasiado na relação dos protagonistas, todas as outras relações parecem pobres, roçando apenas a superfície.
Este não é um romance típico e não é o livro perfeito - de longe. No entanto, surpreende no último momento. Anna Todd é capaz de criar todo o tipo de ilusões e de emoções que são o grande motivador da leitura.



E vocês? Quem é que já leu? Digam nos comentários em baixo!

6 comentários

  1. Eu ainda não li nada da autora! Tenho visto imensas fotos dos livros a circular pelo instagram mas havia sempre algo que me deixava de pé atrás.

    Acho que para já não devo apostar na leitura deste livro.
    Beijinhoo*

    randomlydi.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Definitivamente não é um livro para todas as pessoas!! Mas é aditivo ;)

      Beijinhos!!!

      Excluir
  2. Eu até ao segundo velume, ainda quando este estava bombando na plataforma Wattapd e na minha otica e nao sei se seria apenas porque estava a ler muitos livros quase que iguais ou pelo menus com o mesmo tipo de conduta, isto é, demasiado cliché. Da menina bem comportada que sai de casa dos pais e conhece o bad boy da zona e aquilo acaba sendo sempre o que é e claro ele é assim pelo facto de ter uma problema e por ai vai.

    No entanto não deixo de concordar com o que falaste sobre a Tessa sobrepor-se a esse relacionamento abusivo o que realmente nao deveria acontece, mas lá esta a autora retratou muito bem uma realidade.

    Mas no entanto a minha sincera opinião é essa mesmo, nao deixa de ser um livro demasiado cliché e que ja sabemos onde vai dar.. (pelo menus assim acho nao li o ultimo livro) posso estar redondamente enganada!

    Otimo trabalho :)

    se quiseres passar pelo meu fica a vontade:

    https://carolinacarmo96.wixsite.com/podefadawedding

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!!!!! Sim concordo plenamente com tudo o que disseste, insere-se em moldes já repetidos milhares de vezes e para mim, o verdadeiro problema é a Tessa! No entanto, não consigo deixar de não ler porque quero imenso saber o final!

      Muitos beijinhos!

      Excluir
  3. Olá!
    After era uma série que, quando foi lançada, eu queria imenso ler. Li o primeiro livro e até achei interessante e viciante. No entanto, já me contaram por alto o que acontece nos outros livros e, tendo em conta, a quantidade de livros que há, acho que já é explorar demasiado a mesma relação. Quando um autor decide fazer isso, nunca acaba bem... ainda estou a pensar se irei dar continuação à série ou não. Tenho um bocado de medo que o resto dos livros acabem por arruinar a história que gostei tanto no primeiro livro...
    Boas leituras.
    - Mad (http://presa-nas-palavras.blogspot.pt/)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Muito obrigado pelo comentário! :D
      O primeiro é realmente viciante, estou quase a terminar o segundo e já me sinto exausta da relação deles mas agora quero ver onde termina ;)
      Beijinhos!!!

      Excluir

Muito obrigado pelo comentário!
Eu respondo a todas as mensagens deixadas, pelo que se queres ter a certeza de ver a resposta, não te esqueças de deixar colocada a opção de "notificações".
Boas leituras!