SinopseAlguns pesadelos nunca terminam.

OpiniãoTeme é o segundo livro da trilogia A Caçadora de Sonhos, a opinião do primeiro livro, Sonha, pode ser vista aqui.
Teme segue a mesma linha que o primeiro livro da trilogia: uma prosa introstectiva, apesar de ser contada na terceira pessoa, contada na forma de um diário, com passagens curtas, pouco capítulos e muito fáceis de ler.
Mais uma vez, devorei o livro, no entanto, a história de Teme não me cativou como Sonha. O nosso conhecimento sobre os receptores de sonhos aumenta, no entanto, penso que o livro perde um pouco com a ligação de Janie à polícia. É algo inevitável, apresentado como o propósito da vida de Janie e aqui, Lisa McMann é óptima a cativar o leitor apenas com a protagonista.
Ao contrário de Sonha, um livro que retrata a juventude, Teme retrata a realidade dos predadores sexuais e, só por aí, torna-se um livro com um tom muito mais pesado mas realista. No entanto, tenho dificuldades em imaginar o Capitão ou alguém a colocar propositadamente uma rapariga de dezassete anos naquela posição vulnerável, mesmo considerando a personalidade desenrascada de Janie. É algo que, pura e simplesmente não compreendo.
A relação entre Janie e Cabel evolui de forma natural e apaixonada e gosto da forma como nenhuma das situações ou dos diálogos entre os dois parece forçada, pelo contrário. Lisa Mcmann é uma perita em criar conversas credíveis e a colocar o leitor dentro da história com uma facilidade incrível. As consequências de ser uma receptora de sonhos são de cortar o coração e, mal posso esperar para ler Foge, o último livro da trilogia, no entanto, questiono-me se a mãe de Janie, Dorothea, se auto-excluiu da sociedade por ser igualmente uma receptora de sonhos. Teorias!
Outros títulos da Colecção Caçadora de Sonhos
*Sonha
*Teme
*Foge


Deixe um comentário

Tens uma opinião? 3,2,1 GO