Blogs Portugal

Siga por Email

Fazendo um balanço sincero a verdade é que o ano de 2016 foi um ano simultaneamente fantástico, aterrador e horrível. Mas em qualquer momento bom, mau ou intermédio, os livros foram os meus fieis acompanhantes: quer estivesse com dores de barriga de tanto rir ou à junto ao precipício no meio do sofrimento, ou simplesmente aborrecida num dia de chuva. 
Em 2015, os meus desejos para este ano que está a terminar passavam por: voar num dragão, lutar com uma espada e apaixonar-me no espaço. Claro que, vendo bem as coisas, tudo isso aconteceu, mais ou menos da forma que eu pretendia. Em 2015, agradecia igualmente aos 80 seguidores, e às 158 pessoas que seguiam a página do blogue no facebook. Hoje, dia 31 de Dezembro de 2016, dou o meu muito obrigada aos 84 seguidores às 328 pessoas que seguem a página. Para mim, significam o mundo. Obrigado! Por esta altura, em 2014, debatia-me com a aparência e com o nome que haveria de dar ao meu canto - sem rumo. 
Tudo o que posso acrescentar é que por entre livros e filmes, senti-me cheia de amor e aventuras. Não há palavras para descrever a forma como a palavra escrita me salvou, mais do que uma vez e só posso agradecer àqueles que, por acaso ou propositadamente, partilham do meu gosto, que comentam as minhas mensagens e que respondem às minhas questões. Quero igualmente agradecer aos autores portugueses que, muito gentilmente, me ofereceram os seus exemplares para que eu pudesse entrar nas suas cabeças. Não posso expressar o quanto me sinto grata. 
Este ano de 2016 não foi o meu ano, nem de longe mas no meio das coisas más, houveram centenas de coisas maravilhosas e, por muito maus que estes últimos meses se tornaram, o que alcancei foi o suficiente para colocar um sorriso nos meus lábios e, por estranho que pareça, mal posso esperar por 2017, por um novo começo, mais feliz, com mais amor, mais amizades, mais viagens e, certamente, mais histórias extraordinárias. 
Só vos posso, a todos, desejar um óptimo 2017, com a esperança de que este, talvez, apenas talvez, seja, finalmente, o meu ano. Deixo-vos, com os meus três favoritos de 2016!







Deixe um comentário

Tens uma opinião? 3,2,1 GO