Blogs Portugal

Siga por Email

Sinopse: Vasco e Ana Luísa são filhos de dois casais divorciados. Tanto num caso como no outro, embora com percursos diferentes, os pais de ambos parece que se «esqueceram» da sua existência na tentativa de refazerem a sua própria vida. Vão ter de ser os filhos, indo buscar forças a si próprios, aos amigos que já tinham e a uma nova amizade, que acabam por criar entre si, que terão de resolver os problemas que lhes foram criados sem que nisso tivessem qualquer responsabilidades. 
Será que a busca de felicidade, dos pais divorciados, se pode sobrepor às suas responsabilidades para com os filhos? O direito a refazer as suas vidas será mais importante que o seu papel de pais e mães? E, acima de tudo, deverão os filhos ser utilizados como arma nas lutas entre os membros de casais desavindos? 

OpiniãoEm Casa do Vasco faz parte da colecção Profissão Adolescente que comecei a reler aos poucos desde o início do ano, para ver até que ponto a minha opinião mudou, para perceber qual é a diferença entre a percepção de uma criança e a de um adulto face a livros que constam no Plano Nacional de Leitura, livros esses que devorei em criança de forma quase obsessiva e que, portanto, tiveram alguma influência no meu percurso literário.
O objectivo na leitura destes livros não mudou.
Para começar posso dizer que, à semelhança do que aconteceu com Parabéns, Rita! e ao contrário do que se passou em Tomás e Bianca, onde as descrições das emoções não eram minimizadas ou colocadas para segundo plano uma vez que tinham uma carga muito grande no desenvolvimento da história, o mesmo não aconteceu com Em Casa do Vasco onde, tal como no primeiro livro mencionado, as palavras roçam a superfície das verdadeiras emoções dos personagens com um excesso de capítulos ou de porções completamente desnecessárias e que de modo algum acrescentaram conteúdo ao livro ou permitiram o desenvolvimento dos personagens. Estavam apenas, e somente lá para preencher papel e, mais uma vez, os personagens secundários estão apenas lá para dar um contexto. Claro que o facto de ser um livro com poucas páginas é um obstáculo mas, penso que ao remover algumas cenas desnecessárias à história, podia-se ter explorado mais a própria relação que se estabelece entre Ana Luísa e Vasco, já que os dois estão numa situação mais do que semelhante e podem apoiar-se um ao outro, o que não aconteceu, salvo uma rara excepção.
Continuo, a ter um grande problema com os diálogos da autora, principalmente no que toca aos personagens mais jovens mas não só. Começo a reparar, principalmente neste volume, que a autora utiliza muitas vezes o diálogo entre os personagens para dar alguma "moral", contudo o discurso que utiliza é demasiado simplista.
Mas, por vezes, como aconteceu em Um Beijo no Pé, a autora aborda temas sensíveis. Em Um Beijo no Pé foi a violência doméstica e, Em Casa do Vasco, a autora explora a homossexualidade e, sendo um livro que neste momento consta no Plano Nacional de Leitura, frases como: «parece que está provado que é uma espécie de doença» ou «para mim é uma opção. Como uma opção política e cenas assim. E claro, também é um direito, mas quem tem filhos devia era pensar duas vezes, porque eles também pagam a factura, o que é indecente. Sim, porque se um gajo decide que vai ser gay, por que raio é que há-de ter filhos? Porque é que os filhos se hão de lixar sempre?Que culpa é que eles têm?», não me caíram bem.
Tal seria um diálogo, infelizmente, comum nos dias de hoje e que seria um óptimo ponto de partida para a reeducação, no entanto, o protagonista pouco mais faz do que dizer «não é uma escolha», poucas palavras para contradizer mais do que um parágrafo sobre as ideias pré-concebidas da homossexualidade e que a autora, se deseja abordar, devia explorar mais, explicar mais, ir mais a fundo na questão do preconceito mas, mais uma vez, não o faz e prefere continuar a descrever idas a bibliotecas e explicações de raças de cães.
Outros títulos da Colecção Profissão Adolescente: 
*Dietas & Borbulhas
*O Geniozinho
*Ricardo, o Radical
*A Ana Passou-se!
*Poeta (às vezes)
*A Sara mudou de Visual
*Pedro Olhos de Águia
*O Tiago está a pensar
*A viagem do Bruno
*O álbum de Clara
*Estrela à chuva
*Alguém sabe do João?
*Noites no sótão
*O irmão da Joana
*Inês e o Ministro da Educação
*Tão cedo Marta!
*O Salvador
*O ombro de Cláudia
*Raimundo
*Entre irmãs
*David, um herói entre as chamas
*A família da Nazaré


2 Comentários

  1. Olá Raquel,
    Desta colecção já li alguns livros. Mas já foi há tanto tempo que sinceramente não me lembro bem das histórias.
    Este não conhecia. É uma autora que gosto bastante para esta faixa etária.
    Pena não teres gostado tanto.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o problema, é que realmente lembro-me de gostar muito dos livros, daí ter quase a colecção completa. O meu problema é realmente alguns dos tópicos que são abordados e a forma como o fazem porque, vendo ou não, a leitura influencia as pessoas e há frases como em Um Beijo no Pé, que pura e simplesmente não consigo concordar.
      Beijinhos e Óptimas Leituras :D

      Excluir

Tens uma opinião? 3,2,1 GO