Blogs Portugal

Siga por Email

Sinopse: Tessa tem tudo a perder enquanto que Hardin nada tem a perder... excepto ela. 
Depois de um tumultuoso início de relação, tudo indicava que Tessa e Hardin iriam conseguir ficar juntos. Mas quando Tessa descobre o terrível segredo que Hardin esconde, a revelação deixa-a destroçada. Será que ele é mesmo o rapaz sensível e atencioso por quem Tessa se apaixonou ou, afinal, nunca passou de um estranho agressivo e revoltado? A decisão certa parece ser afastar-se de Hardin e seguir o seu caminho, mas Tessa não consegue esquecer as noites arrebatadoras e apaixonantes passadas nos braços dele. Por seu lado, Hardin sabe que cometeu um erro, possivelmente o maior erro da sua vida, mas recusa-se a desistir sem lutar pela única pessoa que alguma vez amou. Será que ele é capaz de mudar... por amor?

OpiniãoA história de Tessa e Hardin é uma história repleta de amor, paixão e violência, é impossível negar esse facto, no entanto, não me vou alongar muito sobre o último tópico, uma vez que já o abordei na opinião do primeiro livro, que podem ver aqui e, após a leitura deste segundo volume, continuo com o mesmo pensamento: a colecção retrata a história de dois protagonistas disfuncionais que fazem mal um ao outro, onde a atracção física é maior do que a gravidade e onde a paixão é maior do que o amor. Anna Tood escreveu sobre uma situação real e sobre pessoas reais.
Mas, neste segundo volume, After - Depois da Verdade, vemos mais. Não pensei realmente que houvesse mais alguma coisa a dizer, que houvesse mais do que algumas cenas de sexo, uma enorme quantidade de palavrões e mais algumas páginas de relatos de choro compulsivo mas, fui agradavelmente surpreendida.
Depois do final surpreendente de After, posso dizer que a protagonista, a meio que se redimiu aos meus olhos. A sua passividade face às atitudes de Hardin diminuiu e também ela começa a fazer as suas asneiras, a dar mostras daquilo que realmente é, uma rapariga impulsiva, por vezes mimada e hipócrita. E, pela primeira vez, gostei do facto de a autora ter adicionado o ponto de vista de Hardin que se diferenciam dos de Tessa pela sua obsessão e necessidade de controlo, embora a escrita da autora continue muito factual: «Senti isto isto e isto, porque ela fez, isto isto e isto. Tenho de fazer isto, porque isto». Não há realmente uma grande emoção ou, melhor, há um grau de distanciamento nos pensamentos/acção quotidianas porque admito que, nos momentos certos, Anna Todd sabe provocar emoções, nomeadamente nas constantes separações, já familiares ao leitores da autora.
Ao contrário do que aconteceu com o primeiro livro, em After - Depois da Verdade, as constantes passagens ou referências a clássicos como O Monte dos Vendavais, ou Orgulho e Preconceito não me incomodou tanto, o que foi uma novidade porque regra geral, não aprecio as comparações que se vêem nas entrelinhas mas, neste caso, houve partes, presentes, por assim dizer, que me fizeram sentido, que apreciei e até dei por mim de coração apertado.
Em After - Depois da Verdade, a forma de conclusão da autora não mudou. O final é surpreendente e inesperado e, enquanto lia e via as páginas a diminuir e sem um fim, na minha cabeça, à vista, percebi que iríamos terminar da mesma forma - com um BANG. Não me enganei. Há uma imensidade de coisas que podem correr mal no terceiro livro da colecção e, mal posso esperar para lhe pôr as minhas mãos em cima, mas por enquanto outras leituras têm prioridades. Vamos lá ver, como corre, uma coisa é certa, Anna Todd vai certamente surpreender-me, quanto mais não seja, na última página.
Outros títulos da colecção After: 
*After 
*After - Depois da Verdade
*After - Depois do Desencontro (20/01/2016)
*After Ever Happy 

*Before


Deixe um comentário

Tens uma opinião? 3,2,1 GO