Blogs Portugal

Siga por Email

Sinopse: A Terra foi invadida por extraterrestres - os Outros -, que têm como único objectivo o extermínio de toda a população do planeta. Sem aviso, lançaram quatro vagas de destruição que devastaram parte da humanidade. Cassie Sullivan e os seus companheiros contam-se entre os poucos que sobreviveram e agora, com a espécie humana quase extinta e com uma quinta vaga em marcha, os jovens têm de tomar uma decisão crucial: enfrentar o duro inverno e ficar à espera que Evan Walker regresse, ou partir à procura de mais sobreviventes antes que o inimigo se aproxime demasiado - porque o próximo ataque é mais do que possível, é inevitável. Ninguém é capaz de prever até onde os Outros podem descer, nem estes sabem o quanto a humanidade se pode erguer. É a derradeira batalha entre a vida e a morte, a esperança e o desespero, o ódio e o amor. 

Book Trailer:

Opinião: Nas imediações da estreia do filme, a 5ª Vaga, livro homónimo de Rick Yancey decidi continuar a história onde o primeiro livro nos deixou. Para fazer um pequeno ponto da situação, relembro que a 5 ª Vaga é, na sua essência o quinto momento de um plano extraterrestre para "limpar" a humanidade para poderem, por sua vez, tornar a Terra no seu lar. A 1 ª Vaga deu-se 10 dias depois do aparecimento da nave-mãe, após mensagens falhadas, uma vez que eles se mantinham silenciosos. Uma onda electromagnética desactivou todos os aparelhos eléctricos. A 2 ª Vaga foram Tsunamis. A 3 ª Vaga uma doença semelhante ao ébola transmitida através dos pássaros. E, por fim, a 4 ª Vaga são os Silenciadores que vieram para destruir o que restava da humanidade. As quatro vagas mataram cerca de 97% da população.
Cassiopeia "Cassie" Sullivan é a protagonista de A 5ª Vaga mas, infelizmente, a sua voz enquanto líder, perdeu-se no meio de todos os pontos de vista a que o autor quis dar destaque e penso que, é por aí, que o livro perde - e muito. Isto porque, em O Mar Infinito, não há muitos acontecimentos, quando comparado com o primeiro volume e, alguns dos capítulos são repetições de conversas ou de momentos, mas vistos do ponto de vista de diferentes personagens. Temos o início de uma conversa "na cabeça" de Cassie, e o final da conversa "na cabeça" de Ringer e, os poucos momentos que me recordam a ansiedade que a 5ª Vaga provocou é, nem mais nem menos, do que com Poundcake e as suas memórias da invasão e da sua família.
Na opinião que escrevi sobre A 5ª Vaga relembro que adorei completamente os diálogos interiores e, por vezes, a escrita quase poética com parágrafos como este: «É essa a falha no plano-mestre de Vosch: se não nos matarem a todos de uma só vez, não vão ser os fracos a sobrar no fim. Serão os fortes a sobreviver, os que vergaram mas não quebraram, tal como as barras de ferro que davam firmeza a todo este cimento. Cheias, incêndios, tremores de terra, doença, fome, traição, isolamento, assassínio. O que não nos mata torna-nos mais astutos. Endurece-nos, ensina-nos. Estás a transformar relhas em espadas Vosch. Estás a refazer-nos. Nós somos o barro e tu és o Miguel Ângelo. E nós vamos ser a tua obra-prima» MAS, em O Mar Infinito, o autor perdeu-me nas divagações interiores, simplesmente por serem confusas. Lembraram-me um pouco o que aconteceu com Maze Runner de James Dashner e, não gostei.
O Mar Infinito é um livro intenso, começa imediatamente com um BANG mas, à medida que as páginas decorrem, e os acontecimentos, pura e simplesmente, não acontecem, e passo a redundância, a paranóia atinge um ponto tal que, a determinada altura, já não sabia qual era a conclusão a que determinada personagem tinha chegado. E foram várias as vezes em que o autor mencionou que "Já percebi qual é a resposta", mas... NÃO A DAVA.
Rick Yancey é um mestre a criar confusão, paranóia e a jogar com a mente dos leitores, não há sombra para dúvidas mas, ao mesmo tempo, sinto que perdi uma grande parte da leitura por não perceber, uma vez que no final, somos confrontados com uma hipótese que me parece menos plausível e menos realista que uma invasão alienígena. E, não fui fã. Se está a vender um livro sobre uma invasão alienígena, GO WITH THAT UNTIL THE END.
Há uma nave certo?
Houve uma nave.
Paranóia.
Paranóia.
Resta a questão.
Porquê?
Outros títulos da colecção: 
*A 5ª Vaga - adaptação cinematográfica aqui.
*O Mar Infinito 
*Last Star (24/05/2016)


Deixe um comentário

Tens uma opinião? 3,2,1 GO